TDAH como tratar

0

 

O déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), ansiedade ou depressão em algum momento tem os mesmo sintomas, mas o que diferencia do TDAH é que as pessoas tem uma dificuldade desde a infância de concentração, tendem a ter problemas para aceitar regras, não ficam parados em um mesmo local, tem dificuldade de aprendizagem, entre outras coisas.

Tratamento do TDAH: medicação

Cuidado com a medicação que você usa para o TDAH, pois ele pode estar sendo ministrado em excesso. Procure um médico para ter uma recomendação correta sobre o assunto e evite medicação em excesso.

De acordo com uma pesquisa feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) as prescrições e vendas no Brasil do remédio à base demetilfenidato (muito utilizado no tratamento do TDAH), amplia em quase 75% para a as pessoas com idade entre 6 a 16 anos entre 2009 e 2011.

O que é déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)?

O déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um transtorno mental crônico (não uma doença) que é identificado principalmente por causa de uma falta de atenção, hiperatividade e impulsividade nas ações e respostas.

De acordo com dados internacionais de pesquisas, de 3 a 6% das crianças apresentam o déficit. Nesse caso, meninos são quatro a nove vezes mais propensos a sofrer com esse transtorno do que as meninas.

Os sintomas do mal vão melhorando com a idade, mas, ao menos metade dos pequenos com TDAH vai ter sintomas do problema na vida adulta se ela não for tratada ainda na infância e adolescência.

Principais sintomas TDAH

Entre os principais sintomas do TDAH está a dificuldade de se entreter com um brinquedo por muito tempo, dificuldade de prestar atenção em alguns detalhes, que corriqueiramente perdem seus objetos, como por exemplo,  material escolar. Essas crianças também não escutam quando falam com elas, principalmente se forem ordens, estão sempre inquietas, mexem mãos e pés quando sentadas sem motivação aparente, falam sem pensar sempre e com certeza respondem às perguntas antes mesmo que elas sejam completadas. E se o problema só for visto na adolescência vai perceber que eles não terminam nada que começam.

Tratamento do TDAH

Somente o médico vai poder dizer qual o melhor tratamento, pois isso varia de acordo com cada caso. No entanto, é necessário um acompanhamento psicológico, privilegiando a técnica cognitivo-comportamental. Em alguns casos é preciso fazer uso de medicamentos estimulantes, que agem sobre o córtex pré-frontal (região da testa).

Recomendados para você:



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA