Meu filho não me respeita. O que fazer?

0

 

Desde os primórdios da humanidade mães e pais se perguntam qual é a melhor forma de se educar e criar os filhos, mesmo com uma verdadeira enxurrada de conselhos, palpites e informações que outras pessoas dão a respeito de como uma criança deve ser educada.

Isso acontece muito, pois essas pessoas “mais experientes” se acham no direito de interferir na educação dos filhos dos outros pelo simples fato de acreditarem que, por terem passado por situações semelhantes, são mais capacitadas para resolver o problema.

Sendo assim, mães e pais tentam educar os filhos de diversas formas, entre acertos e erros, buscando fazer o melhor e juntando todas as informações grátis que recebem a todo o momento. A construção da personalidade e caráter das crianças é formada de acordo como ambiente no qual ela está inserida.

Desta forma, as crianças que passam o dia todo em escolinhas, creches ou com uma babá, tendem a desenvolver valores e conceitos compatíveis com os de suas professoras ou cuidadoras no geral, tendo, assim, sua personalidade afetada, de forma em que os pais já não são mais reconhecidos como a maior autoridade em casa.

filhos
Meu filho não me respeita. O que fazer? Imagem:divulgação

Neste momento os conflitos e falta de respeito começam a surgir de forma mútua, mesmo sem a percepção dos pais, o que tende a abalar a relação de pais e filhos, pois eles se tornam filhos que não respeitam os pais.

Para evitar confrontos, constrangimentos e situações desnecessárias, há algumas dicas de como os pais devem se comportar para que os filhos os vejam e tratem com o devido amor e respeito. Afinal, isso não é meter o bedelho, okay? São apenas orientações para que o convívio familiar seja harmônico.

Siga o Mestre

Brincar de siga o mestre é uma boa forma de mostrar aos filhos que não respeitam os pais como se comportar diante de uma figura de autoridade, certo? Mas os filhos já brincam de seguir o mestre desde muito pequenos, afinal eles aprenderam a falar, andar e comer imitando os pais.

Quanto a isso, não há dúvidas, filhos imitam os pais em tudo. Então se o seu filho não está te respeitando, você já parou para prestar atenção se o respeita? Parece uma afronta dizer isso e os pais vão prontamente responder: “claro que respeito meu filho”, mas esta é uma verdade absoluta?

educar filhos
Meu filho não me respeita. O que fazer? Imagem:divulgação

Se seu filho é pequeno ele agirá, em determinados momentos, de forma instintiva para se defender. Por isso crianças pequenas tendem a morder e bater em outras. Se ao fizer uma arte ou se comportar mal a criança leva uma palmada, além de ser crime, na cabecinha dela bater se torna um meio aceitável de se resolver problemas.

Se seu filho já não é tão pequeno ou já entrou na fase “aborrecente” o seu exemplo ainda é seguido. Mesmo que não haja nenhuma agressão física, a agressão verbal como gritar, xingar e tudo o mais fará com que seu filho haja exatamente da mesma forma, gritando com você ou com outros menores que ele.

educação dos filhos
Meu filho não me respeita. O que fazer? Imagem:divulgação

Por fim, você já está cansado de falar para seus filhos não deixarem as coisas espalhadas pela casa, que eles são filhos que não te respeitam, mas isso não adianta nada? Que tal repensar por que o rack da sua sala está coberto de papéis e sua bolsa está em cima do sofá?

Olhos nos Olhos

Olhos nos olhos demonstram muita coisa, mas principalmente confiança. Quando conversar com seu filho olhe-o nos olhos e peça para que ele olhe de volta, seja numa simples conversa ou até numa bronca, pois assim os laços de amor, compreensão e confiança são reafirmados.

Se seu filho é menor que você fale com ele de igual para igual, ajoelhe-se se for necessário. Assim, independente do assunto que está sendo tratado, seu filho sentirá maior segurança para expor sua opinião, seus argumentos e sentimentos.

Meu filho não me respeita. O que fazer?
Meu filho não me respeita. O que fazer? Imagem:divulgação

Elogios e Críticas

Aquele velho ditado que diz que quando erramos todos nos julgam e quando acertamos ninguém vê também faz parte do mundo de pais e filhos. Quando for necessária, a crítica positiva ou negativa permitirá que a criança avalie suas ações pelo ponto de vista de outras pessoas.

Se ela fez algo errado, deve-se explicar qual foi o erro expondo seus argumentos e se permitindo dialogar para resolver o ocorrido. Se ela fez algo simples, porém correto, reconheça e elogie, mesmo que ela tenha simplesmente lavado o copo que usou para tomar suco. Isso faz com que a criança se sinta grata por ser reconhecida em suas ações e a torna mais confiante.

Não Existe Comparação

Como você se sentiria se seu chefe comparasse suas ações com a de outros funcionários da empresa? E se o comparasse com um estagiário que entrou na empresa há pouco tempo, porém obtém resultados incríveis? Filhos também não devem ser comparados, nem com outras crianças, nem com os próprios pais.

Cada ser é único e especial, na sua individualidade e desenvolvimento. Não se pode dizer a uma criança que o filho da vizinha de quatro anos já sabe ler e ela com sete ainda está aprendendo e isso é um problema.

educação dos filhos.ashx
Meu filho não me respeita. O que fazer? Imagem:divulgação

Isso faz com que a sua ansiedade aumente e sua autoconfiança e autoestima caiam drasticamente, pois para crianças e adolescentes, de forma geral, ser comparado a outros principalmente mais novos, faz com que eles se sintam inferiores e obsoletos.

Se os filhos são pequenos, acham que os pais não o amarão mais e viverão apenas com o objetivo de agradar aos outros para que sejam aceitos e reconhecidos.

Se forem maiores, buscarão compensar o fato de não serem filhos bons o suficiente ou filhos que não respeitam nada nem ninguém, seja tentando reafirmar seu caráter se envolvendo com pessoas erradas ou fechando-se para o mundo para não ser julgado. Nunca compare seus filhos com qualquer pessoa que seja, lembrem-se: eles são únicos.

filhos
Meu filho não me respeita. O que fazer? Imagem:divulgação

Enfim, há uma frase num filme que diz: “Aos olhos de uma criança a mãe é Deus”. Sim, para os filhos, mães e pais são Deuses e tudo podem. Jamais permita que seu filho pense que não é amado, repasse valores e histórias de família, busque soluções para os problemas juntos.

Isso requer erros e acertos, mas se tudo for tratado com clareza, seus filhos serão adultos competentes, darão valor para os pais e para a família e criarão seus próprios filhos com verdade e sabedoria.

Recomendados para você:



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA