Como evitar o Autismo na gravidez?

0

 

O autismo é uma doença que atrai muitas dúvidas das pessoas, principalmente daqueles que se veem em uma situação complicada. Ele surge na criança até os primeiros anos de vida e muitos especialistas estão ligando o distúrbio com medicamentos, alimentos e hábitos realizados durante a gravidez, mas ainda não se sabe concretamente qual é a causa da doença. A seguir você conhece mais sobre o autismo e como tentar evita-lo.

O que é autismo?

O autismo é caracterizado como um transtorno de desenvolvimento que tende a surgir na criança em seus primeiros anos de vida e compromete algumas habilidades como comunicação.

Autismo Infantil
Autismo Infantil. Imagem:divulgação

Esse transtorno é diagnosticado através de alguns sintomas como dificuldades envolvendo a comunicação social e interação social. De um modo geral, a criança com autismo tem dificuldade para fazer amigos porque não consegue se comunicar; dependendo do grau do transtorno, tem dificuldade para prestar atenção e precisa de cuidados redobrados dos pais e dos professores.

Como evitar o Autismo na gravidez?

Para tentar evitar o autismo na gravidez a dica é que as gestantes fiquem atentas aos rótulos de tudo que adquirem. É essencial evitar consumir muito açúcar e carboidrato refinado e alimentos processados. O ideal é manter uma dieta saudável recomendada pela nutricionista. Evite também tomar anti-inflamatórios não esteroides e antibióticos.

Acesse e saiba mais informações: Como descobrir se seu bebê tem autismo?

Causas do Autismo Infantil

Não se sabe ao certo quais são as causas do autismo, ainda que muitos estudos e pesquisas já tenham sido realizados e ainda continuam sendo. Sabe-se que há diversos fatores que juntos, influenciam no aparecimento da doença. Entre esses fatores, é de conhecimento que a influência genética e outros fatos externos contribuem nas causas do transtorno.

Autismo Infantil. Imagem:divulgação

Mas ainda assim não há nada 100% definido, pois muitos genes estão envolvidos no aparecimento do transtorno. Alguns desses genes apenas tornam as crianças mais propícias a desenvolver, outros tendem a comprometer suas habilidades. Sensibilidade a vacinas, poluição e infecções também podem influenciar para o surgimento do autismo.

Autismo é doença genética?

O autismo não é considerado uma doença genética ainda, pois não há provas suficientes que isso seja verdade. No entanto, sabe-se que há muita influência genética no aparecimento do transtorno.

A Associação Médica Americana relatou que 50% das crianças desenvolvem o autismo por causa da herança genética, mas devemos lembrar que diversos fatores externos também contribuem. Portanto, o autismo é um transtorno que ainda não tem a sua causa definida, mas atinge milhares de crianças pelo mundo.

Acesse e saiba mais informações: Diagnóstico de Autismo Infantil

Autismo é considerável doença mental?

O autismo não é uma doença mental, é uma deficiência, um transtorno que acomete diversas habilidades que envolve se comunicar, interagir e conviver com outras pessoas. A pessoa com autismo pode desenvolver o nível leve ou grave do transtorno, depende de cada gene.

Autismo Infantil. Imagem:divulgação

Autismo infantil tem cura?

O autismo não tem cura, é preciso um tratamento desde o início da vida para que a criança melhore suas habilidades que foram prejudicadas e tente viver da melhor maneira possível.

Entre o tratamento destaca-se o uso de medicamentos, terapias de comunicação e comportamento, terapia ocupacional, fisioterapia, consulta a diferentes tipos de profissionais para ajudar no que for necessário e apoio dos pais e professores.

É muito importante que na escola a criança tenha total apoio dos professores para que consiga aprender, desenvolver seus conhecimentos e tentar fazer novas amizades.

Recomendados para você:



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA