Como educar os filhos e colocar limites – Cristina Cançado

0

 

A maior dúvida entre as mães, sejam elas maduras, jovens, de primeira viagem ou já com dois ou mais filhos, é: como educar os filhos e colocar limites? Nós sabemos que a maternidade não é algo simples, mas como tudo na vida, tem sempre uma solução.

Se você está se sentindo cansada com a situação em casa, por que seu filho não te obedece, não respeita você e as outras pessoas, está dando trabalho na escola, não come direito, não dorme sozinho, entre outros, chegou a hora de dar um basta nisso.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Respire e encare uma nova jornada como mãe. Aprenda a ser uma mãe que oferece bastante amor aos filhos, mas impões limites ao mesmo tempo!

Fique com a gente para ver as dicas valiosas de como educar seus filhos para a convivência em família e para as diversas fases da vida. Veja como criar as crianças de forma que elas se tornem adultas responsáveis, respeitosas e felizes.

Como educar os filhos?

A luta pela educação dos filhos é incansável, principalmente quando eles são pequenos. Em cada idade há comportamentos característicos, e é preciso aprender a lidar com cada um deles, para que o resultado seja mais eficaz.

Seus filhos podem gritar com você, fazer birra, chorar na frente de todo mundo, se jogar no chão, fazer você passar vergonha. Isso tudo é normal. Mas o que não é normal é deixar essas atitudes passarem despercebidas durante o crescimento das crianças.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Então, o que fazer? Por onde começar? O primeiro passo é entender que você é a mãe (o pai, avó, ou outro responsável por cuidar da criança) e ele é o filho. Han? Que afirmação mais boba. Bom, isso é o que muitos pais esquecem na hora de educar os filhos, que eles é que mandam nos filhos e em sua casa.

Portanto, o primeiro passo é você se impor diante de seu filho, mostrar quem é a autoridade máxima e a quem eles devem se reportar na hora de querer fazer alguma coisa, assim como saberão quem é que cuida deles e dá todo o carinho e amor por eles. Quem ama, definitivamente educa.

Educar os filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Tendo em mente a sua responsabilidade total por seus filhos em fase de crescimento – digamos que essa fase de “estabelecer uma boa educação” pode ser feita até os 12 anos de idade deles – você já poderá iniciar os passos eficientes para transformá-los!

Quer saber quais são eles? Segundo uma das maiores especialistas em Pedagogia do Brasil Cristina Cançado, há quatro pilares para seguir: proibição, permissão, sustentação e rotina.

Como colocar limites?

Separamos algumas dicas contidas nos quatro pilares da educação criados por Cristina Cançado, para você se identificar e dar os limites necessários a seus filhos:

Proibição

Saber dizer não é muito importante para o crescimento de seu filho. Você pode até se achar uma mãe muito rígida ao negar coisas, como “não coma besteiras hoje”, “não vai jogar videogame”, “não pode pular na cama”. Tudo isso reflete nas futuras atitudes de seu filho.

Muitas mães têm dificultada para seguir esse pilar, por medo de perder o amor dos filhos ou por culpa de trabalhar o dia inteiro. Sendo assim, acreditam que não podem proibir seus filhos de fazerem certas coisas. Mas pensar assim é o que mais afeta uma boa educação. Para te tranquilizar, saber dizer “nãos” significa que você ama muito seu filho.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Quando você precisar dizer “não” a seu filho, faça isso olhando diretamente em seus olhos, sem gritar e se exaltar. Seu filho vai chorar, espernear e tentar de tudo para você voltar atrás na decisão. Porém, não faça o que ele espera.

As crianças fazem isso como uma atitude natural do inconsciente, para conseguir o que querem. Mas quando você começar a impor limites e dizer “não” quando for conveniente, ele vai acabar entendendo – depois de muitas tentativas, mas vai entender.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Uma dica para amenizar o nervosismo de seu filho ao receber um NÃO bem grande é oferecer uma alternativa para a negativa. Por exemplo: “Você não pode jogar vídeo game, mas pode ler um livro ou desenhar, o que prefere?”, Ele se sentirá mais seguro e verá que você não quer privá-lo do jogo por ser má, mas por que quer o bem dele.

Permissão

A permissão está dentro das alternativas que citamos acima. Ela funciona para a criança se recompor depois da negativa recebida. Isso mostra a você também, que não é para se transformar em uma mãe “carrasca”, mas com total responsabilidade e razão. Você tentará com o “não” e com a permissão falar a seu filho que você existe para ajudá-lo a ser cada dia melhor.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Se você proibiu algo pontual por que achou que precisava, permita algo ou dê opções para ele escolher dentro de limites que você vai estabelecer a ele. Deixe que ele possa escolher em situações simples da rotina, como qual roupa usar, qual passeio fazer ou qual filme assistir – sempre dentro do possível da família.

Crianças que entendem o que podem fazer, percebem mais facilmente o que não podem.

Sustentação

Esse é o pilar em que as mães mais erram. Não adianta conseguir dizer não e permitir certas situações, se você não sustenta essas ações. É preciso manter a palavra sempre. Por exemplo, se você permitiu seu filho de fazer algo, e logo depois o proíbe de fazer isso, seu filho perderá a referência da autoridade de mãe e pai.

educar-os-filhos

A falta de sustentação é o que costuma aumentar a desobediência e as birras, tornando-as mais intensas. A dica é não voltar atrás com os combinados e regras de forma alguma. Você pode renegociar alguma decisão, mas isso não pode ser feito após a criança fazer birra.

Atitude dos pais: as regras estabelecidas devem ser conversadas entre o pai e a mãe e devem ser seguidas por ambos. Um negar a autoridade do outro, principalmente na frente dos filhos, pode levar os limites já conseguidos para o fundo do poço. Os filhos têm que enxergar que o casal manda, e não terão regalias com um ou outro, caso algo seja negado.

Sugestão: Exponha para seus filhos as regras da casa – se ainda não há nenhuma, nunca é tarde para estabelecê-las. Escreva em um cartaz ou peça para eles fazerem isso. Essa é uma forma de reforçar o que pode e o que não pode dentro e fora de casa.

Rotina

Estabelecer uma rotina é o que vai ajudar seu filho a seguir o que você manda, e ainda, se sentir seguro e amado. Crie horários para fazer coisas básicas do dia a dia, como almoçar, tomar banho e fazer a lição de casa. Tente seguir isso todos os dias, podendo haver negociação em situações esporádicas – bem de vez em quando.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Além disso, proponha um horário para você ficar inteiramente disponível para seu filho ou seus filhos. O que importa, nesse caso, não é a quantidade de tempo, mas sim a qualidade dele.

Por isso, mesmo se você trabalha muito e chega cansada em casa, há como demonstrar seu afeto tendo esse momento entre “mãe e filho”. Alguns minutos podem ser aproveitados para você pegar ele no colo e cantar uma música, ler uma história, falar com foi o dia e perguntar como foi o dele, fazer um cafuné, ver um pouco de desenho ou comer algo juntos.

educar-os-filhos
Educar os filhos. Imagem:divulgação

Atenção: Mesmo não tendo muito tempo disponível, você não deve cair na armadilha de pensar que só por isso não deve dizer “não” a seu filho. Não dê privilégios para compensar a sua ausência, muito menos presentes fora de época com esse intuito também.

Isso é algo muito frequente, mas só demonstra à criança que “ter é mais importante que ser e sentir”. Ou seja, ele vai começar a dar mais valor às coisas do que às pessoas e aos sentimentos. Não se culpe. Deixe para presenteá-lo somente em datas tradicionais e especiais para a família.

Seu filho será muito mais feliz e realizado se aprender o que é certo e errado logo cedo. Não perca a chance de educar os filhos e colocar limites quando necessário o mais rápido possível. Diga “não” calmamente e mostre alternativas viáveis.

Ebook Como educar os filhos e colocar limites – Cristina Cançado

Para ajudar ainda mais as mães que querem descobrir como impor limites a seus filhos, a pedagoga e também mãe de três filhos, Cristina Cançado, lançou um Ebook com essa temática.

O Ebook “Como educar os filhos e colocar limites” é uma forma de aprender, com dicas simples, porém eficazes, a dar uma educação de qualidade. Ele vai te ajudar a transformar seus filhos em pessoas respeitosas, amorosas e responsáveis.

cristina-cancado

Quer conhecer mais sobre o Ebook de Cristina Cançado? Clique aqui.

O livro pode ser comprado por cartão de crédito. Muitas mães já adquiriram e fizeram depoimentos dizendo que o material de Regina Cançado foi muito eficaz na educação de seus filhos. O resultado é garantido em apenas duas semanas de regras aplicadas. Vai perder essa oportunidade? Baixe já e tenha filhos mais educados, obedientes e felizes. Boa sorte!

Recomendados para você:



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA