Mulher sorrindo feliz
Alimentação

Chá verde na gravidez

Muitas mulheres grávidas se perguntam se podem beber chá verde durante a gravidez – e com razão, como mostram os estudos atuais. Explicamos qual dose pode ser considerada segura e quando você deve ter cuidado.

O chá verde durante a gravidez é um verdadeiro deleite para muitas mulheres grávidas. Neste contexto, o chá verde é uma das plantas medicinais mais saudáveis ​​de todas. Mesmo nos tempos antigos, as pessoas bebiam chá verde e se beneficiavam de seus efeitos benéficos.

Se o chá verde estiver na sua lista de favoritos durante a gravidez , ele contribui para o seu bem-estar físico e para a saúde do seu filho ainda não nascido. No entanto, há algumas coisas a se ter em mente quando se trata do chá verde durante a gravidez.

Chá verde durante a gravidez – um prazer para muitas mulheres grávidas

O chá verde contém cafeína, então o chá verde funciona durante a gravidez como o café durante a gravidez. No entanto, as propriedades benéficas que o chá verde tem a oferecer na gravidez são notáveis.

Ao contrário do café durante a gravidez , o chá verde pode ser bebido regularmente durante a gravidez. O chá verde com cafeína contém ingredientes valiosos e também é caracterizado por uma série de propriedades relevantes que são benéficas para as gestantes.

O chá de folhas de framboesa durante a gravidez não deve ser consumido antes da 34 ou 35 semanas de gravidez, pois promove o parto .

O chá verde contém cafeína , como o chá de folhas de framboesa usado durante a gravidez . Se você não gosta muito de chá verde porque tem um gosto muito herbáceo, o chá de folhas de framboesa é uma alternativa muito saborosa durante a gravidez .

Mas também é basicamente um chá verde que contém cafeína . Porque, dependendo do produto, substâncias naturais frutadas ou framboesas secas são às vezes adicionadas ao chá de folhas de framboesa para a gravidez.

dica

Se você quiser chá verde na gravidez que tenha uma certa doçura, coloque um pouco de mel nele durante a gravidez . No entanto, você também deve considerar dois ou três fatores quando se trata de mel durante a gravidez.

Chá verde na gravidez – quanto está certo?

Como o chá verde contém cafeína, muitas mulheres grávidas relutam em consumi-lo em grandes quantidades durante a gravidez. O chá verde com cafeína é uma das bebidas preferidas de muitos conhecedores.

Em contraste com o café durante a gravidez, o chá verde durante a gravidez é caracterizado por um grande número de propriedades positivas. Portanto, o “ouro verde” – muitas vezes junto com o mel durante a gravidez – é conhecido por essas “características” positivas:

  • O chá verde é considerado como redutor da pressão arterial
  • É antiinflamatório e pode até prevenir a inflamação
  • Fortalece o coração
  • Boas propriedades antibacterianas e antivirais
  • Ideal para miomas uterinos
  • Freqüentemente usado para as chamadas verrugas genitais
  • Diz-se que tem propriedades anticancerígenas
  • Promove a circulação sanguínea

O chá verde com cafeína já tem um pontapé de frescura pela manhã. Entre outras coisas, isso é garantido pelos flavonóides, os numerosos antioxidantes, as substâncias amargas e as substâncias vegetais secundárias.

Em que preciso prestar atenção?

A experiência mostra que às vezes existem diferenças marcantes de qualidade no que diz respeito ao chá verde. Portanto, você deve observar cuidadosamente de qual região de cultivo vem e quais são as condições ambientais no local.

Altos níveis de pesticidas são frequentemente medidos, especialmente com chá de folhas de framboesa barato durante a gravidez. Você pode descobrir quais chás são recomendados e quais não são de seu nutricionista de confiança.

Em muitas clínicas ginecológicas, também, muitas vezes há listas de alimentos disponíveis que podem ajudá-la a encontrar chá verde de alta qualidade ou chá de folhas de framboesa para a gravidez.

Certamente, muitos alimentos na agricultura moderna são tratados com pesticidas. Adultos saudáveis ​​geralmente não reagem a essas substâncias químicas.

No entanto, bebês em gestação, bebês e crianças pequenas são altamente sensíveis e seu desenvolvimento pode ser prejudicado pela influência de pesticidas. O fato é que bebês que já estão expostos a altos níveis de pesticidas no útero de suas mães têm maior probabilidade de nascer com malformações cerebrais, com base nas estatísticas atuais.

O chá verde durante a gravidez é uma alternativa altamente recomendada ao café durante a gravidez. Você sabia que o chá matcha, o oolong e o chá verde e branco vêm da mesma planta? Os diferentes tipos de chá surgem das diferentes categorias de idade das folhas de chá.

O chá branco é feito com as folhas verdes jovens, enquanto o chá preto é feito com as folhas maiores. Além disso, o tipo e o grau de intensidade da fermentação também desempenham um papel neste contexto. Quanto mais novas as folhas do chá, mais leve é ​​o chá e menor é o tempo de fermentação.

Enquanto o chá verde do Japão é recomendável na maioria dos casos devido ao conteúdo específico de pesticidas, o chá verde da China é diferente. Segundo estudos, a ação contra possíveis pragas de plantas é particularmente frequente na China e com pesticidas muito agressivos. No Japão, outros métodos são usados.

A única diferença entre o popular chá de fósforo e o tradicional chá verde durante a gravidez é a maneira como é feito. Para a produção do chá Matcha, as folhas da planta do chá são transformadas em pó.

Com o chá verde clássico, por outro lado, é usado um extrato de folhas jovens de chá de alta qualidade. Nesse sentido, o chá Matcha é muito mais nutritivo e, portanto, mais saudável do que o chá verde tradicional.

Bom saber

De acordo com as estatísticas atuais, a poluição por chumbo no chá verde da China é comparativamente alta. Mas também com chás japoneses nesta categoria de produto, recomenda-se cautela com relação aos valores de prumo.

Embora os adultos não grávidas possam beber qualquer quantidade de chá verde com mel por dia durante a gravidez, isso é diferente com as mulheres grávidas. O chá verde durante a gravidez, que vem da China, deve ser bebido o mais raramente possível.

Para saber se o chá verde, que foi cultivado na China, é uma opção para você durante a gravidez, deve entrar em contato com sua parteira. Ela pode lhe dar dicas valiosas a esse respeito, com base em sua constituição física.

A região onde o chá é cultivado desempenha um papel crucial

Um máximo de um pequeno copo de 220 ml é recomendado aqui. Com uma quantidade maior, a proporção de chumbo – dependendo do produto ou marca – pode ser superada em muito. Melhor ainda, o chá verde chinês deve ser evitado totalmente durante a gravidez.

O chá verde cultivado no Japão contém cafeína. Isso é uma média de 50 mg de cafeína por xícara. Se possível, as mulheres grávidas não devem exceder 200 mg de cafeína por dia. Portanto, é aconselhável não beber mais do que quatro xícaras da deliciosa bebida quente por dia.

O teor de cafeína do chá matcha é muito maior. O chá matcha cultivado organicamente é saudável e não só tem gosto bom para os amantes do chá Ainda assim, as gestantes não devem beber mais do que uma xícara.

O chá verde com cafeína estimula o metabolismo e tem um efeito muito revigorante. A circulação sanguínea é estimulada, e a cada gole do chá você se sente mais confortável e equilibrado.

Fiel ao lema: “Tudo com moderação – e não em massa”, você não deve tomar chá de folhas de framboesa com cafeína em grandes quantidades durante a gravidez. Quanto maior o teor de cafeína no chá, maior o risco de parto prematuro em mulheres grávidas. Existe até o risco de que o teor de cafeína possa causar um aborto espontâneo.

Chá verde durante a amamentação – isso é possível?

O chá verde durante a gravidez, bem como durante a amamentação, deve ser consumido de forma não poluída. Supondo que o produto seja proveniente de uma área de cultivo onde muitas vezes é pulverizado um alto nível de pesticidas, deve-se levar em consideração que os pesticidas não apenas poluem o líquido amniótico, mas também passam para o leite materno mais cedo ou mais tarde.

Os especialistas em nutrição acreditam que o chá verde consumido durante a gravidez pode tornar difícil para o corpo humano absorver o ferro dos alimentos. Portanto, é importante não desfrutar de chá verde em quantidades excessivas.

No entanto, não existem estudos científicos neste contexto que substanciem totalmente este aspecto. Portanto, você deve jogar pelo seguro a esse respeito se o chá de folhas de framboesa não for consumido em grandes quantidades durante a gravidez.

Em vez do chá verde, o chá de folhas de framboesa é muito procurado durante a gravidez. É uma deliciosa infusão de chá feita a partir das folhas secas do arbusto de framboesa.

Até a avó sabia que o consumo regular de chá de folhas de framboesa durante a gravidez pode ajudar a tornar o parto menos doloroso e mais suave. Existem vários depoimentos de novas mães que afirmam que o parto foi, na verdade, mais tranquilo e sem estresse. O porquê disso ainda está sendo investigado.

Em geral, no entanto, foi demonstrado que o chá de folhas de framboesa durante a gravidez pode encurtar a fase do trabalho de parto devido ao seu efeito de relaxamento muscular e, assim, contribuir para um parto mais descomplicado.

Os benefícios do chá de folhas de framboesa durante a gravidez

  • Promove trabalho
  • Antiespasmódico
  • Afrouxamento muscular (na região pélvica e no intestino)
  • Relaxante
  • Analgésico
  • Para um melhor equilíbrio antes e durante o parto
  • Promove a produção de leite

Nota

Para explorar totalmente os efeitos agradáveis ​​do chá de folhas de framboesa durante a gravidez, você deve começar a beber o chá o mais cedo possível. A época ideal para isso é por volta da 34ª semana de gravidez.

Você gostaria de aproveitar as vantagens deste chá para um parto tranquilo? Então, é aconselhável beber entre duas a três xícaras ao longo do dia entre a 34ª e a 40ª semana de gravidez.

Dependendo da sua constituição física, é até concebível que a parteira recomende cerca de quatro a cinco xícaras de chá de folhas de framboesa durante a gravidez e para relaxamento após o parto.

Chá verde na gravidez – cuidado com a composição

Como o café, o chá verde contém uma certa quantidade de cafeína, que em altas doses pode causar redução do peso ao nascer ou malformações.

  1. Como sempre, porém: a dose faz o veneno. Alguns estudos mostram que consumir menos de 200 mg não tem efeitos detectáveis. No entanto, também não existe uma recomendação clara para o consumo.
  2. No entanto, os resultados não são totalmente certos: outros estudos, por sua vez, devem provar que não há risco de parto prematuro abaixo de 200 mg, mas o peso ao nascer pode ser reduzido.
  3. Basicamente, você deve reduzir o consumo de cafeína durante a gravidez. No entanto, de todas as maneiras pelas quais você pode ingerir cafeína, o chá verde é a mais inofensiva. A cafeína é uma combinação química que faz com que seja absorvida mais lentamente pelo corpo. O aminoácido L-teanina é o principal responsável por isso.
  4. Se você escolher um tipo suave de chá verde (por exemplo, Karigane com cerca de 17 mg de cafeína por porção), o risco para seu filho é significativamente reduzido. Portanto, sempre informe-se sobre a quantidade bruta de cafeína e os outros ingredientes do chá.
  5. Também é importante que você sempre mantenha a temperatura da água e o tempo de maceração corretos e não os exceda (por exemplo, 2 minutos a 60 ° C), porque mais cafeína pode entrar na água mesmo com um tempo ou temperatura de maceração mais longos.
  6. Basicamente, você deve se certificar de que o chá não foi tratado com pesticidas. Os chás certificados orgânicos são ideais para isso.

Conclusão

O chá verde na gravidez sempre provou seu valor. Mesmo na época da avó, as gestantes usavam chá verde ou chá de folhas de framboesa durante a gravidez. Mime-se com os benefícios que o chá verde com cafeína tem para lhe oferecer.

O chá verde com cafeína é saboroso e garante uma boa sensação de bem-estar. A partir da 34ª semana em diante, o chá de folhas de framboesa é um método muito recomendável durante a gravidez para aliviar a dor do parto e para abordar o parto de forma mais relaxada.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *