Castigo na educação infantil

0

 

A criança busca naturalmente chamar a atenção dos pais e de quem está ao seu redor. Ela não tem consciência plena das suas ações, nem noção completa de causa e consequência dos seus atos, por isso o pai ou o responsável precisa dar limites para a criança.

Para isso, alguns pais ainda recorrem aos castigos físicos, contudo esses podem deixar a criança traumatizada e torná-la violenta com outras crianças.

Castigo na educação infantil

Os pequenos adoram fazer birra, eles se jogam no chão e esperneiam até não poderem mais. Isso faz parte da maneira que eles se expressam para conseguir alguma coisa.

Nessa hora, muitos pais ficam nervosos e dão o que a criança deseja para elas pararem ou reagem com violência, mas é preciso ter paciência e tranquilidade para mudar o foco do pequeno.

castigo-na-educacao-infantil
Castigo na educação infantil. Imagem:divulgação

O importante mesmo é mudar o foco ou, se não der certo, deixe-a chorar. O choro irrita e estressa, mas também é uma maneira da criança se expressar, cabe aos pais manter a decisão mesmo com o chor, sem utilizar de um castigo violento para se fazer respeitar.

Acesse e saiba mais informações: Dicas de como educar os filhos

Castigos criativos para os filhos

As crianças devem aprender que tudo há uma consequência, se não fizerem a tarefa de casa ficam sem sair. Se não comerem toda a comida, ficam sem a sobremesa.

Tudo é uma questão de limite necessário para o desenvolvimento correto dos pequenos. Não adianta encher a criança de tudo, de brinquedos, roupas, artigos eletrônicos, ela precisa entender até onde pode ir e saber que pode contar com os pais nos momentos mais importantes.

castigos-criativos-para-filhos
Castigo na educação infantil. Imagem:divulgação

O objetivo do castigo é para conscientizar a criança sobre o certo e o errado. Um das dicas na hora de castigar não quiser que a criança brigue com seu irmão, diga para ela o que você deseja que faça, ou seja: “Cuide bem do seu irmão.”

Para uma criança, o “não pise na grama” é um convite à prática da infração. Já a expressão: “Pise fora do gramado”, também funciona como um convite à prática do procedimento correto.

Castigo na adolescência

A partir dos três anos de idade, a criança já entende o que é certo e o que é errado. Para o castigo ser eficaz, o pequenino precisa saber que vai perder alguma coisa. Ele deve ser corretivo, didático e esclarecedor, sendo uma forma inteligente de ensinar o que é certo, por isso os castigos físicos não são indicados.

Castigo na educação infantil
Castigo na educação infantil. Imagem:divulgação

A criança, principalmente o adolescente, deve ter receio de perder algo de importante para ela. Por isso, retirar um brinquedo durante um período determinado, tirar o videogame ou o computador são alternativas indicadas.

Outro tipo de castigo suspender as brincadeiras com os amigos, privar a criança dos seus programas preferidos e até de comer a sobremesa preferida. O pai sabe o que agrada o seu filho e pode utilizar esses interesses ou objetos ao seu favor, com o castigo da privação desses.

Acesse e saiba mais informações: Castigo na adolescência – Veja a melhor maneira!

Castigo na escola certo ou errado

A criança deve saber o porquê de estar sendo castigada, já o motivo é importante para o aprendizado. Converse com ela, esclareça os fatos, explique qual a finalidade daquele castigo, fale com a linguagem dela para que a criança entenda o motivo. Tudo isso faz parte do processo de aprendizagem.

Sobre os castigos nas escolas, os pais devem comunicar a escola e entrar em acordo sobre o castigo se estender também quando a criança estiver na instituição de ensino.

castigo-na-educacao-infantil
Castigo na educação infantil. Imagem:divulgação

Isso tudo deve ser conversado com os professores e a pedagoga responsável, pois a criança pode se sentir descomprometida a cumprir as suas responsabilidades, se na instituição ela for livre das regras e castigos de casa.

Outra dica no momento de castigar é não confundir o castigo com as obrigações e responsabilidades de casa. Todo criança deve fazer parte da rotina da casa, por isso arrumar o próprio quarto, guardar os brinquedos e ajudar nas tarefas de casa não devem ser castigos, mas sim as tarefas normais do dia a dia.

Recomendados para você:



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA