Gravida com dúvida
Alimentação

8 benefícios das amêndoas durante a gravidez

Um estudo de pesquisa conclui: “O consumo regular de amendoim e nozes (amêndoas, nozes e assim por diante) está relacionado à redução das alergias a nozes nos bebês (1).”

As futuras mães costumam evitar nozes (sejam amêndoas, amendoins, nozes ou qualquer outra) se tiverem histórico de alergia na família, para evitar que o bebê desenvolva alergias a nozes. Mas, isso não é mais o caso, pois há descobertas que provam que as nozes são benéficas para o bebê em crescimento (2).

No entanto, você deve estar ciente de por que, quando e como comer amêndoas durante a gravidez. Embora as amêndoas gostem do status de superalimento, elas atendem às necessidades nutricionais de uma futura mamãe? MomJunction ajuda você a entender tudo sobre as amêndoas durante a gravidez.

É seguro comer amêndoas cruas durante a gravidez?

Sim, é seguro consumir amêndoas cruas, pois elas são carregadas de nutrientes mistos ricos em ferro, cálcio, ácido fólico e fibras. No entanto, as mulheres grávidas devem evitar comer amêndoas ou quaisquer outras nozes se forem propensas a alergias (3).

Você pode comer amêndoas molhadas (encharcadas) durante a gravidez?

Você pode comer amêndoas embebidas, a menos que seja alérgico a elas. Amêndoas embebidas liberam enzimas que auxiliam na digestão e aumentam o valor nutritivo da noz. Deixá-los de molho durante a noite facilita a digestão e ajuda na remoção da pele morena que geralmente contém tanino, e o tanino é conhecido por reduzir a absorção de nutrientes (4).

Amêndoas embebidas são melhores do que cruas?

Embora ambas as formas sejam saudáveis, amêndoas embebidas em molho são sempre a melhor opção. E, a seguir, apresentamos os motivos (5).

1. Degenera o ácido fítico:

O ácido fítico presente nas plantas melhora a vida das nozes e sementes. Mas, também retarda a absorção de minerais essenciais em nosso corpo. Portanto, muito ácido fítico pode causar deficiência mineral.

A imersão das nozes remove o ácido fítico e libera fósforo, que é bom para a saúde dos ossos e fácil digestão.

2. Neutraliza os inibidores da enzima:

Ao embeber as nozes junto com o sal, os inibidores da enzima são neutralizados e enzimas benéficas são liberadas, aumentando a biodisponibilidade das vitaminas nas nozes.

Os inibidores de enzimas interrompem especialmente as enzimas degenerativas do glúten. Mas, na neutralização, são liberadas enzimas que ajudam na quebra do glúten e facilitam o processo de digestão do glúten. Ele digere o glúten antes de chegar ao intestino, tornando a digestão mais fácil do que com nozes secas.

3. Neutraliza o tanino:

O tanino confere um tom amarelado às nozes e um sabor amargo. No entanto, é solúvel em água e, quando embebido, degenera e reduz o sabor amargo, tornando o sabor das nozes mais doce.

Embebidas ou não, as amêndoas, em geral, oferecem vários benefícios durante a gravidez.

Quais são os benefícios das amêndoas durante a gravidez?

As amêndoas contêm grandes nutrientes essenciais para a mãe e para o crescimento e desenvolvimento do bebê. Os benefícios nutricionais incluem:

1. O ácido fólico previne defeitos neurais:

Amêndoas cruas ou embebidas são as melhores fontes de ácido fólico (6) que auxiliam significativamente no desenvolvimento do cérebro e do sistema neurológico do bebê. O ácido fólico também é essencial para prevenir defeitos do tubo neural no bebê (7). Durante a gravidez, você precisará de cerca de 400mcg de ácido fólico para atender às necessidades do bebê (8).

2. Aumenta o metabolismo:

Crianças nascidas de mulheres obesas ou diabéticas têm maiores chances de desenvolver obesidade e problemas metabólicos. As amêndoas fornecem uma fonte saudável de carboidratos e gordura dietética que auxiliam no metabolismo e reduzem a inflamação, o estresse oxidativo e o açúcar no sangue (9).

3. Impede o ganho de peso excessivo:

A gravidez causa aumento de peso e, graças aos desejos, às vezes fica difícil controlar o peso. Amêndoas podem mantê-lo saciado por mais tempo, diminuindo o risco de ganho de peso desnecessário.

Em uma pesquisa realizada com 20 mulheres obesas, que estavam sob gravidez de alto risco, foi descoberto que consumir 2 onças (56 g) de amêndoas todos os dias oferece saciedade, reduzindo o hormônio da fome grelina e aumentando o hormônio leptina, que reduz o apetite. A observação concluiu que as amêndoas desempenham um grande papel na melhoria da saciedade, redução do apetite e facilitação do ganho de peso saudável (10).

4. Fornece ferro:

1 onça de amêndoas contém 1,1 mg de ferro, que atende a 6% de suas necessidades diárias de ferro. Como a necessidade de ferro é alta durante a gravidez, especialmente no primeiro trimestre, você certamente o obterá com o consumo diário de amêndoas adequadas.

5. Protege a criança de futuras alergias:

De acordo com um estudo, consumir nozes durante a gravidez protegerá seu filho de alergias mais tarde na vida. Portanto, você pode consumir uma proporção segura de nozes, como amêndoas e amendoim, para diminuir a probabilidade de alergias em crianças (11).

Acredita-se que a ingestão elevada de nozes esteja inversamente relacionada à asma em crianças, pois as nozes contêm vitamina E e zinco, os quais protegem a criança da asma (12).

6. A proteína fornece resistência:

As amêndoas contêm uma boa quantidade de proteína que fornece a força e a resistência necessárias para a entrega. A proteína também auxilia no desenvolvimento saudável do bebê e mantém o peso da mãe sob controle.

7. A fibra estimula a digestão:

Por serem ricas em fibras, as amêndoas ajudam a facilitar a digestão e a regular os movimentos intestinais. Eles também tratam problemas de obstipação que são muito comuns durante a gravidez.

8. O cálcio fortalece os ossos:

Uma onça de amêndoas fornece cerca de 75 mg de cálcio. Ajuda a diminuir o risco de pré-eclâmpsia e também auxilia na formação óssea do feto.

Vejamos o valor nutricional das amêndoas.

Qual é o valor nutricional das amêndoas?

Cada 100g de amêndoas cruas contém os seguintes nutrientes (13):

NutrientesValor por 100g
Energia579kcal
Proteína21,15g
Carboidrato21,55g
Fibra12,5g
Açúcares4,35g
Cálcio269mg
Ferro3,71mg
Magnésio270mg
Fósforo481mg
Sódio1mg
Zinco3,12mg
Tiamina0,205mg
Niacina3,618mg
Riboflavina1,138mg
Vitamina B60,137mg
Folato44mcg
Vitamin E25,63mg

Os benefícios e valores nutricionais são convincentes o suficiente para você adicionar amêndoas à sua dieta. No entanto, as nozes só serão úteis se forem consumidas em quantidade limitada.

Quantas amêndoas você pode comer por dia durante a gravidez?

Seja cru ou embebido, você pode comer até uma onça, o que equivale a um terço de uma xícara ou aproximadamente 23 amêndoas, de acordo com o USFDA. Experimente molhar as amêndoas de manhã cedo. Você não deve comer mais do que a quantidade sugerida, pois pode levar a efeitos desagradáveis, como ganho de peso e problemas digestivos.

Quando comer amêndoas durante a gravidez?

Você pode comer amêndoas durante a gravidez, independentemente do trimestre. Tenha por volta das dez da manhã e dez da noite, orcando seu próprio plano de acordo com sua conveniência.

Mas, consulte um médico antes de aumentar o número de amêndoas, porque comer muitas delas pode causar alguns efeitos colaterais.

Quais são os possíveis efeitos colaterais de comer amêndoas durante a gravidez?

Esses efeitos não são graves e podem ser facilmente evitados.

1. Comer em excesso causa ganho de peso:

Embora as amêndoas aumentem os níveis de colesterol bom no corpo, comer demais pode levar ao ganho de peso, pois contêm calorias e gorduras elevadas.

2. Interações de medicação:

As amêndoas são uma fonte rica de manganês, onde uma onça fornece cerca de 0,6 mg do mineral. O manganês ajuda em várias funções do corpo. Mas um alto nível do mineral representa o risco de parto prematuro (14).

3. Problemas gastrointestinais:

Se você estiver comendo amêndoas junto com uma dieta rica em fibras, isso pode levar a problemas gastrointestinais, como inchaço, prisão de ventre e cólicas abdominais, porque seu corpo não será capaz de processar muitas fibras.

4. Reações alérgicas:

O consumo excessivo de amêndoas pode desencadear seu sistema imunológico, causando uma reação alérgica. Você pode desenvolver erupções cutâneas e dificuldades respiratórias em casos raros.

5. Vitamin E effects:

Consumir uma dieta rica em vitamina E contendo amêndoas, grãos inteiros, ovos, espinafre e muito mais pode levar a efeitos prejudiciais, como visão turva, diarreia, flatulência e dor de cabeça.

Portanto, você pode querer tomar alguns cuidados ao comer amêndoas.

Que precauções você deve tomar ao comer amêndoas?

Aqui está o que você pode fazer:

  • Consulte seu médico antes de planejar adicionar amêndoas à sua dieta.
  • Consumir em estado natural. Evite as outras variedades encontradas no mercado, como amêndoas revestidas de sal, açúcar ou chocolate.
  • Compre amêndoas de marcas convencionais.
  • Lave bem as amêndoas para remover qualquer bactéria prejudicial em sua superfície. As variedades embaladas têm menos chances de infecção bacteriana.

Embora você possa comer amêndoas cruas ou embebidas, listamos abaixo algumas maneiras pelas quais você pode incluí-las em sua dieta.

o Adicionar amêndoas à sua dieta de gravidez?

Experimente estas maneiras de incorporar amêndoas em sua dieta.

  • Mergulhe as amêndoas durante a noite e faça uma pasta fina na manhã seguinte. Misture com um copo de leite e consuma fresco.
  • Coma de 10 a 12 amêndoas descascadas e embebidas, junto com um copo de leite, como primeira refeição da manhã.
  • Faça uma pasta fina de amêndoas para obter a manteiga de amêndoa. É uma fonte maravilhosa de proteínas, gorduras saudáveis, fibras e reduz o colesterol ruim. Você pode comer com torradas.
  • Pique as amêndoas embebidas em cubos finos e salpique em diferentes pratos, como saladas, aveia e iogurte. Confere um sabor rico e crocante ao prato.
  • Asse-os junto com receitas caseiras de muffins e pão para um reforço nutricional.

Você não precisa se preocupar em comer amêndoas durante a gravidez. Se você tem o hábito de colocar amêndoas de molho na primeira hora da manhã, pode continuar a fazê-lo também durante a gravidez. No entanto, esteja atento à quantidade que você consome. Tudo o que é comido além dos limites é prejudicial.

Abaixo, temos algumas dúvidas frequentes sobre o consumo de amêndoas durante a gravidez.

perguntas frequentes

1. A casca das amêndoas é tóxica?

A casca da amêndoa crua é comestível e oferece ótima nutrição. Mas certifique-se de embebê-los para liberar inibidores enzimáticos para que isso facilite o processo de digestão.

2. Você pode obter envenenamento por cianeto comendo amêndoas?

O envenenamento por cianeto é raro, pois as amêndoas contêm vestígios dessa toxina. Como você sabe, existem dois tipos de amêndoas – amargas e doces. As amêndoas que obtemos e comemos são as doces e contêm baixos níveis de cianeto, mas as amêndoas amargas contêm 50 vezes mais cianeto por noz, o que as torna letais.

Para simplificar, você precisa de cerca de 1.000 amêndoas doces para atingir a toxicidade, enquanto você precisa de apenas 10 a 30 amêndoas amargas para atingir o nível letal mais baixo possível. Além disso, qualquer forma de cianeto que entre no sistema do corpo será eliminada em um dia.

3. É bom comer amêndoas com o estômago vazio?

Sim, você pode comer amêndoas, especialmente as ensopadas, com o estômago vazio. Eles aumentam seus níveis de energia, absorvendo nutrientes e oferecendo proteínas ricas que aumentam a resistência.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *